O Sintelmark, que representa as empresas especializadas nas relações com clientes no estado de São Paulo -- segmento que emprega mais de 100 mil profissionais e presta serviços de suma importância à sociedade -, ressalta o compromisso com as medidas necessárias para minimizar os impactos do coronavírus (COVID 19) no setor; privilegiando a segurança e a saúde de trabalhadores e, em mesma medida, o atendimento à população que necessita do acesso a serviços de emergência prestados em áreas como saúde, segurança, energia, telecomunicação e de informações em geral.

Para tanto, o Sindicato tem orientado e preconizado, desde o início da pandemia, a implantação dos Planos de Contingência em conformidade com as determinações dos órgãos competentes, como a Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério de Saúde e secretarias de saúde estaduais e municipais. Reuniões semanais são realizadas entre os dirigentes, para avaliar soluções e atualizar as recomendações.

Dentre as medidas já tomadas, destacam-se:

  • As empresas representadas pelo Sintelmark já estão trabalhando para viabilizar o home office, com migração do atendimento sempre que viável, para o formato remoto e na casa dos seus profissionais;
  • Os colaboradores têm sido incentivados a lavarem as mãos com frequência, com disponibilização de álcool 70% e toalhas descartáveis;
  • A frequência da limpeza dos ambientes foi aumentada, especialmente os de uso comum, incluindo pisos, corrimões, maçanetas;
  • As reuniões estão sendo realizadas de maneira virtual e as viagens não essenciais foram canceladas;
  • As empresas, sempre que possível, estão adotando horários alternativos e escalas diferenciadas para os trabalhadores, para que haja menos pessoas circulando em horários de pico;
  • O espaçamento das estações de trabalho foi modificado, a fim de respeitar o distanciamento preconizado pela Organização Mundial de Saúde, adotando-se o critério de ocupação alternada dos postos de trabalho;
  • Estão sendo permitidos o trabalho de casa ou a concessão de férias antecipadas para colaboradores em situação de risco, com mais de 60 anos de idade ou doenças pré-existentes;

Sendo um segmento reconhecido pelo seu papel preponderante, de grande protagonismo e essencial nas operações empresariais, permanecemos atentos e em contato com os órgãos da União, Estados e Municípios para implantar todas as medidas efetivas que preservem o emprego de milhares de trabalhadores do Setor, homens, mulheres, jovens e especialmente os que estão no seu primeiro emprego. Temos incentivado a adaptação da operação para mitigar os impactos sociais, de saúde e econômicos oriundos da atual contingência.

Permanecemos à disposição das autoridades, entidades da sociedade civil, contratantes e agentes do setor privado para avaliar e progredir com as medidas de combate e mitigação da COVIS-19 em nosso país, certos de que vamos superar o desafio com a participação e compreensão de todos.