Eficiência operacional acomoda as empresas e impede a inovação

Como conhecer as novas formas escolhidas pelo consumidor para relacionar-se com as empresas no futuro? Hoje, o maior desafio do mercado B2C é justamente antecipar tendências e, por isso, as empresas que se inquietam nesta tentativa e posicionamento, aumentam muito suas chances de sucesso.  

Neste contexto, a inovação tem importância estratégica e exemplos como o da Netflix, criada em 1997 e hoje um dos maiores serviços de streaming de vídeos no mundo, estão aí para comprovar. Na ocasião eles procuraram a Blockbuster dizendo que no futuro próximo prevaleceriam os serviços de vídeo por streaming, mas a gigante em locação de vídeo manteve seu modelo apoiado em uma pesquisa entre os seus clientes, que identificou que eles queriam ir às lojas escolher seus filmes. Este caso demonstra  como é preciso estar atento a algumas mudanças que não são consensuais, mas disruptivas. Por isso, as empresas devem sempre questionar-se sobre o que está por vir e como ser um driver para provocar as transformações em suas áreas de atuação.

Por fim, as organizações precisam aproveitar melhor as ferramentas analytics. Não devem acomodar-se na chamada “eficiência operacional”. É necessário criar desconfortos para buscar o novo, e a tecnologia disponível está provada e, certamente, quem a adotar será beneficiado por grande diferencial.

Domingos Monteiro é CEO da Neurotech

Leia mais

Melhorar a experiência do cliente é prioridade nas empresas

Como sua empresa pode encartar os clientes?

Conheça as 50 empresas mais inovadoras no relacionamento com o cliente

Tags: gestão, relacionamento, inovação, neurotech