Com ajuda da tecnologia, algumas operações que parecem complexas e com pouco retorno podem se transformar em ações de geração de valor. É o caso de campanhas de conteúdo massificado, dada a exigência por um sistema de telefonia complexo e por um alto número de operadores. Nesses casos, a URA ativa é uma das ferramentas mais populares e eficientes para simplificar o processo.

URA ativa: princípios básicos de funcionamento
A URA ativa dispara uma mensagem para o mailing definido, que pode ser moldado de acordo com o interesse do MIS. O conteúdo da mensagem pode ser uma campanha promocional de produto ou serviço, a informação de débitos em atraso e uma série de outras aplicações de acordo com o negócio do call center.

Com o mailing e a mensagem definidos, é possível começar o processo de disparo. Na hora de receber a mensagem, o usuário terá a possibilidade de navegar pelas opções que a URA ativa irá lhe oferecer. A busca de informações no banco de dados do call center pode personalizar a chamada: a ferramenta de vocalização, por exemplo, é capaz de dizer o nome do consumidor.

Outras possibilidades de uso da URA ativa: um menu de múltipla escolha com os encaminhamentos possíveis; associação com um sistema de gravação do áudio para registrar informações do cliente; opção de “encaminhar a chamada para um atendente”; associar à uma solução de reconhecimento de voz para capturar as opções do cliente; etc.

URA ativa: vantagens para as campanhas
As campanhas podem usufruir de todas as vantagens de uma URA ativa. Afinal, ela reduz a alocação de recursos em pessoal, dada a automatização do processo e a ausência de agentes, além de permitir disparos simultâneos e ser programada como qualquer outra operação.

Como mencionamos anteriormente, as campanhas massivas podem se beneficiar da URA ativa para atingir um grande público sem grandes gastos, desde que o sistema de automação do call center suporte a tecnologia. Vale ressaltar que os bons sistemas oferecem relatórios completos para a gestão das operações com URA ativa também.
Destaque para o modo de operação da URA ativa

Dado o fato que o mercado conta com players que fornecem URA ativa com e sem algoritmo preditivo. A utilização de um algoritmo preditivo, por exemplo, é capaz de gerar um ganho expressivo, ao mesmo tempo em que diminui a quantidade de licenças necessárias para a operação – se para uma operação sem algoritmo preditivo são necessárias 100 licenças, a mesma operação precisaria de apenas 30 licenças de preditiva para obter o mesmo resultado. Assim, considere essa característica na escolha do seu fornecedor de URA.

A URA ativa está presente em muitos dos sistemas de telefonia e gestão conhecidos no mercado, então consulte o seu fornecedor para saber como extrair o melhor resultado da solução.

Fonte: Blog da Teclan

Leia mais

A jornada de transformação para criar a experiência digital do cliente

Sete tecnologias para reduzir custos no call center

4 atitudes que podem melhorar o relacionamento com o cliente